O que é câncer?
O termo câncer é derivado da palavra grega karkinos (caranguejo), provavelmente devido ao seu comportamento similar ao das garras desse crustáceo (aderem e infiltram). A célula maligna tem a capacidade de se multiplicar de forma desordenada em um determinado órgão, assim como, disseminar-se (espalhar-se) para outros locais distantes do organismo. O crescimento de várias células em um determinado local configura-se o que se chama de tumor maligno ou câncer. A ciência que estuda os tumores é a Oncologia (do grego oncos, o mesmo que tumor), e oncologista é o profissional que se dedica à oncologia.
Clique no link azul e saiba a diferença de tumor benigno e tumor maligno

O que acontece com o órgão acometido pelo câncer?
A princípio, o câncer tem um comportamento silencioso, não demonstrando sinais de sua presença. Dependendo do órgão acometido pelo câncer e do grau que este órgão é envolvido pelo tumor é que se estabelecem as alterações de mau funcionamento. O câncer no fígado, por exemplo, provoca insuficiência hepática.

A progressão do crescimento leva ao surgimento de metástases —  clique no link azul para entender o que é metástase — podendo acarretar a falência dos órgãos atingidos. Durante esse processo, torna-se necessário a instituição de terapêutica quimioterápica, radioterápica e/ou cirúrgica, com o objetivo de impedir o crescimento tumoral, restabelecendo a função do órgão acometido.
Clique no link azul e leia matérias relacionadas:
A velocidade do crescimento de um tumor
• Diferença de quimioterapia e radioterapia
Em que situação não se pode operar um tumor

Quais órgãos acometidos pelo câncer oferecem menos riscos de vida e são mais facilmente tratados?
Quando o câncer atinge apenas estruturas consideradas não vitais ou, então, são localizados, o seu índice de cura aumenta significativamente. O exemplo mais importante é o câncer de pele, com exceção do melanoma (que é um dos mais graves tipo de câncer e, quando disseminado, é quase sempre fatal).

O câncer de testículo, mesmo quando espalhado para outros órgãos, tem  90%  de chance de cura com o auxílio da quimioterapia. Já o câncer de fígado, dependendo da área acometida (quando atinge apenas a extremidade), pode ser  curável por meio da cirurgia, removendo-se a lesão. O fígado é um órgão que se regenera, ou seja, a parte extraída nasce novamente, não comprometendo o órgão.

Que tipos de câncer não são curáveis? Qual a média de sobrevida desses pacientes?
O câncer não é curável quando não é possível ser removido cirurgicamente ou quando está disseminado (espalhado) em outros órgãos, não existindo outros meios de tratamento. A sobrevida depende do tipo do câncer, da sua extensão e das condições clínicas gerais do paciente. Há pacientes que morrem de câncer em 30 dias, enquanto outros vivem mais de 20 anos. Os cânceres que oferecem um pior prognóstico de cura são os pâncreáticos, com índice de apenas 3% de cura, seguido do pulmonar com 10% e do gástrico com 15%.

O paciente que tem câncer terminal deve saber de sua condição? Em que circunstâncias o paciente pode ajudar nesse processo de luta pela vida? Há chances de maior sobrevida nesse caso?
Não há uma regra a ser seguida no que diz respeito à conscientização do paciente em relação à sua doença e sua evolução. Cada pessoa tem seus recursos psíquicos próprios, que o médico deve ter sensibilidade de perceber para lidar melhor com o paciente. Os pacientes que sabem do diagnóstico têm mais condições de ajudar no seu tratamento, usando o médico como parceiro na luta contra a doença. Em minha opinião, os pacientes que lutam, vivem melhor e mais tempo do que aqueles com aspectos de apatia, depressão e alienação de sua situação.

Conteúdo do livro MEDICINA — MITOS & VERDADES (Carla Leonel )  Capítulo de oncologia. Médico responsável Dr. Rene Gansl (Médico oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein). Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique no link azul abaixo e leia também matérias relacionadas:
Tipos de câncer e sintomas
O câncer é hereditário?
Medicina Nuclear para o tratamento do câncer
Hormonioterapia para o tratamento do câncer
• Novidades e os avanços no tratamento do câncer
• Quando sedar um paciente

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.