Pupilas dilatadas pode ser sinal de doença

Pupilas dilatadas pode ser sinal de doença

A pupila é uma abertura no centro da íris (a parte colorida do olho) e sua função principal é controlar a entrada de luz no olho para a formação das imagens que vemos.
• A pupila exposta à luz se contrai.
• Quando há pouca ou quase nenhuma luz a pupila se dilata, fica aberta.

Quando a pupila está totalmente dilatada, é sinal de que o cérebro não está recebendo oxigênio, exceto no uso de colírios midriáticos ou certos envenenamentos.

A dilatação e reatividade das pupilas são um sinal muito importante para diagnóstico. Muitas alterações do organismo provocam reações nas pupilas. Além das causas graves, certas condições de estresse, tensão, medo também podem provocar alterações nas pupilas.

Alterações no organismo que provocam dilatação das pupilas:
Traumatismo crânioencefálico ;
• Iminência de estado de choque ;
Parada cardíaca ;
• Intoxicação;
• Abuso de drogas;
Colírios midriáticos ou mióticos.

Em casos de lesões ou pancadas na cabeça seguida por anisocoria (pupilas de tamanhos diferentes) procure assistência médica urgente. Outras causas da anisocoria:
Aneurisma ;
• Encefalite;
Pressão Intracraniana aumentada ;
• Tumor cerebral.

A anisocoria também pode surgir em casos de doenças oftalmológicas. Consulte seu médico.

Obs: Uma porcentagem significativa da população normal (cerca de 20%) apresenta diferença clinicamente perceptível no tamanho das pupilas, anisocoria fisiológica, a qual não produz sintomas e não está associada a qualquer doença. Essa diferença é, na maioria dos casos, de até um milímetro de diâmetro. Tal diferença no diâmetro pupilar pode variar num mesmo indivíduo e mesmo trocar de lado.

Fonte: Fundação Oswaldo Cruz; oftalmologia USP; Site Medicina Mitos e Verdades.