Queimadura, o que fazer? Primeiros Socorros e cuidados básicos

Queimadura, o que fazer? Primeiros Socorros e cuidados básicos

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras, os acidentes gerando queimaduras atinge no Brasil, pelo menos 1 milhão de pessoas por ano, sendo que 300 mil casos são em crianças.Nas crianças, os incidentes mais comuns até seis anos de idade, estão associados ao contato com líquidos quentes. As queimaduras acontecem geralmente em casa, na cozinha, onde ficam o fogão e as panelas, totalizando quase 70% das ocorrências.

Não deixar crianças sozinhas na cozinha, virar os cabos das panelas para a parte de trás do fogão, evitar forrar a mesa com toalhas de pontas compridas que possam ser puxadas, e testar a temperatura dos alimentos antes de oferecer aos pequenos já reduziria 80% dos acidentes.

Nos adultos, as causas principais são a chama de fogo, o contato com água fervente ou outros líquidos quentes, além d o contato com objetos aquecidos. As queimaduras provocadas pela corrente elétrica, apesar de menos frequente, também é comum. Para ser classificada como queimadura é necessário a produção de calor de forma direta ou indireta.

Todo tipo de queimadura causa muito dor (exceto as mais profundas) e a gravidade depende da extensão do corpo atingido e da profundidade na pele.

Quando a queimadura é considerada grave?

A queimadura atinge os tecidos de revestimento do corpo humano, determinando destruição parcial ou total da pele e seus anexos, podendo atingir camadas mais profundas, como tecido celular subcutâneo, músculos, tendões e ossos. Elas são classificadas de acordo com a sua profundidade e tamanho, sendo geralmente mensurada a gravidade pelo percentual da superfície corporal acometida. Até 15 % do corpo é considerada com menor gravidade. De 15 a 35% são sérias. A partir de 35% são consideradas gravíssimas podendo levar á morte.As queimaduras são classificadas em três graus, como veremos abaixo:

Queimadura de 1º grau

• Também chamada de queimadura superficial: envolve apenas a epiderme, a camada mais superficial da pele;

• Os sintomas são dor intensa e vermelhidão local;

• A lesão da queimadura é seca (não sangra) e não produz bolhas;

• Geralmente melhoram no intervalo de 3 a 6 dias, podendo descamar;

• Não deixam sequelas.

Queimadura de 2º grau: atualmente é dividida em 2º grau superficial e 2º grau profundo

A queimadura de 2º grau superficial é aquela que envolve a epiderme e a porção mais superficial da derme:

• Os sintomas são os mesmos da queimadura de 1º grau, incluindo ainda o aparecimento de bolhas e uma aparência úmida da lesão;

• A cura é mais demorada podendo levar até 3 semanas;

Não costuma deixar cicatriz, mas o local da lesão pode ficar mais claro.

As queimaduras de 2º grau profundas são aquelas que acometem toda a derme, sendo semelhantes às queimaduras de 3º grau (veja a imagem)

• Como há risco de destruição das terminações nervosas da pele, este tipo de queimadura é bem mais grave, apesar de pode menos doloroso que as queimaduras mais superficiais;

• As glândulas sudoríparas e os folículos capilares também podem ser destruídos, fazendo com a pele fique seca e perca seus pelos;

• A cicatrização demora mais que 3 semanas e costuma deixas cicatrizes.

Queimadura de 3º grau

Queimaduras profundas que acometem toda a derme e atinge tecidos subcutâneos, com destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas e capilares sanguíneos, podendo, inclusive atingir músculos e estruturas ósseas.

São lesões esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes, que não curam sem apoio cirúrgico, necessitando de enxertos.

Principais agentes causais de queimaduras

• Líquidos superaquecidos

• Combustível

• Chama direta

• Superfície superaquecida

• Eletricidade

• Agentes químicos

• Agentes radioativos

• Radiação solar

• Frio

• Fogos de artifícios

Por que as queimaduras graves não causam dores?

Apenas as queimaduras profundas não causam dores pois danificam as terminações nervosas e, portanto, o cérebro deixa de receber a mensagem de dor.

Como socorrer uma pessoa queimada

1) Abafe o fogo: caso exista fogo (chamas) no corpo da vítima, NÃO APAGUE O FOGO COM ÁGUA. O fogo deve ser apagado com um cobertor de tecido firme.

2) Quanto mais tempo a pele permanecer quente, maior será a lesão: molhe a área do corpo queimado com água fria continuamente, isso pode ajudar a salvar a vítima em queimaduras graves.

3) O paciente queimado não deve retirar a roupa que estiver usando, ainda que houver sido atingida pelo fogo. O ideal é molhar a vestimenta e permanecer assim até a chegada ao pronto-socorro, para evitar que as bolhas estourem e que a pele seja arrancada.

4) Se possível, retire rapidamente os sapatos, relógios, anéis cuidadosamente. Após a queimadura o corpo incha e esses objetos podem ficar presos ao corpo.

5) Enquanto aguarda o socorro, mantenha as lesões protegidas com pano limpo e não toque nas lesões para evitar infecções. Tecidos ou materiais que grudam no ferimento, como o algodão, devem ser evitados.

6) Não importa se a queimadura é leve ou grave, não toque na área queimada, não passe qualquer produto ou pomada, utilize apenas a água fria para diminuir a dor. A pele fica extremamente sensível após uma queimadura e as pomadas, ainda que adquiridas em farmácias, machucam ainda mais as células cutâneas, podem irritar a pele e gerar infecções.

7) Não fure a bolha. Elas surgem nas queimaduras de 2º grau e devem ser manuseadas apenas por um profissional especializado. Ou seja, NÃO devem ser rompidas, estouradas ou mesmo esvaziadas com a agulha. Ao estourar uma bolha, a pele fica quente úmida e desprotegida, um habitat perfeito para as bactérias se instalarem. A bolha funciona como um mecanismo de proteção.As bactérias mais insidiosas são aquelas moradoras da superfície da pele, que aproveitam a ferida como brecha para a sua invasão. “Por isso, os únicos medicamentos que se aplicam no ferimento são antimicrobianos. Ao contrário do que as pessoas pensam, não existe remédio específico para queimadura’’ explica o médico Carlos Fontana do Hospital das Clínicas.

8) Verifique o pulso da vítima. Leia o artigo: sinais vitais e alterações do pulso

A pessoa com queimaduras graves pode perder mais de três litros de líquido dos vasos para os tecidos. O sistema circulatório desse paciente sente o déficit, que provoca queda violenta da pressão arterial. Essa baixa é capaz de colocá-lo em estado de choque, a principal causa de morte nas primeiras horas depois do acidente. Para repor o líquido perdido, a equipe médica administra grandes volumes de soro. Leia o artigo: choque hipovolêmico

Se não houver Posto de Saúde nas proximidades, deve-se acionar os serviços de socorro do SAMU e do Corpo de Bombeiros ou procurar uma Emergência hospitalar. Os contatos pra ligação gratuita são: Samu 192 e Bombeiros 193.

Nas queimaduras superficiais e moderadas, para diminuir a chance de ficar cicatriz, a Sociedade Brasileira de Queimaduras orienta os seguintes cuidados:

Primeira semana

• Lave com água corrente, por 5 minutos, três vezes ao dia, com sabão neutro ou sabonete de glicerina em toda a área queimada.

• Não é necessário cobrir a área com curativos.

Segunda semana

• Aplique óleo mineral a cada 12 horas para melhorar coceira e descamação.

Da terceira semana em diante

• Filtro solar (FPS 30 ou maior) durante o dia.

• Hidratante neutro todas as noites até a melhora completa. Em caso de dúvidas procure o serviço de saúde mais próximo.

Queimadura moderada (segundo grau): primeiro atendimento no pronto-socorro

Confira se sua vacina está em dia. Risco de tétano, doença grave que pode levar à morte. Leia o artigo sobre tétano.

Primeira semana

• Realizar limpeza e aplicação do creme de Sulfadiazina de Prata 1% duas vezes ao dia por 7 (sete) dias;

• Evite expor o curativo a sujeira/umidade;

• Retorne ao hospital antes do retorno previsto, caso o local queimado apresente cheiro ruim ou esteja saindo pus.

Segunda semana

Para melhorar a coceira e a descamação, aplique óleo mineral a cada 12 horas.

Terceira semana em diante

• Filtro solar (FPS 30 ou maior) durante o dia;

• Hidratante neutro todas as noites até a melhora completa. Você deve ser reavaliado em 3 semanas.

Mitos sobre cuidados com as queimaduras: não use clara de ovo, pó de café, manteiga, creme dental ou qualquer outra substância que não seja por indicação médica. Evite o risco de infecções.

Leia artigo complementar: consequências do choque elétrico