Esqueci de tomar a pílula anticoncepcional: posso engravidar?

Esqueci de tomar a pílula anticoncepcional: posso engravidar?

A pílula anticoncepcional deve ser tomada diariamente e se forem esquecidas o risco de gravidez ocorre na mesma proporção da falha do método contraceptivo. Apesar de muito eficaz, durante o primeiro ano de uso, existe risco de gravidez na ordem de 0, 1%, aumentando para 6 a 8% nos anos seguintes. A ginecologista Dra. Mariangela Maluf esclarece as principais dúvidas relacionadas ao uso da pílula anticoncepcional e como agir em caso de esquecimento.

Por que existe o risco de gravidez em caso de esquecimento da tomada de apenas 1 pílula anticoncepcional? É importante tomar sempre no mesmo horário?

A tomada do anticoncepcional deve ocorrer todos os dias e no mesmo horário, pois o comprimido é formulado com a quantidade certa de hormônio para não permitir a ovulação.

É importante respeitar o horário pois os anticoncepcionais orais têm vida média no sangue entre 18 a 22 horas, ou seja, não chega a 24 horas, e o esquecimento poderia comprometer ainda mais sua eficácia, já que haveria pelo menos 4 horas ou mais sem a cobertura hormonal.

Em algumas mulheres, este espaço de tempo já é suficiente para anular os mecanismos que impedem a ovulação, permitindo que os ovários entre em ação e ocorra à gravidez. Esta é uma das razões do método não ser considerado 100% eficaz, podendo apresentar um percentual de falhas. Leia também: Causas do atraso menstrual

Se eu esquecer de tomar a pílula, como faço a retomada do comprimido? Tomo dois ao mesmo tempo ou começo uma nova cartela?

Como já explicamos acima, a vida útil dos hormônios no sangue é de aproximadamente entre 18 a 22 horas, e isso independente de se tomar 1 ou 2 comprimidos ao mesmo tempo. Esta atitude só sobrecarregaria a carga hormonal no corpo durante este período, sem trazer qualquer resultado compensatório. O risco maior é quando o esquecimento ocorrer na primeira semana da cartela e a mulher manter relações sexuais nos últimos 5 dias do ciclo.

Se você se esqueceu de tomar 1 ou mais comprimidos, pode continuar a mesma cartela até o final, e fazer uso do preservativo durante este período.

Da mesma forma, em situações de vômitos e diarreia com duração superior a 2 dias, existe o risco da não absorção dos hormônios da pílula e perda de sua ação efetiva. A orientação aqui é a mesma do caso de esquecimento: fazer uso do preservativo.

Uma dica para as mulheres que não conseguem ter disciplina no horário é optar por outras vias de administração dos hormônios ou mudar o método contraceptivo. Leia o artigo: A escolha do melhor método anticoncepcional

Os hormônios utilizados em forma de pílulas orais podem também ser administrados por meio de adesivos transdérmicos (semanalmente), injeção ou anel vaginal (mensalmente ou trimestralmente) ou ainda implantes subdérmicos (embaixo da pele), este último, com ação mais prolongada (até vários anos).

Se você tiver dúvidas se tomou ou se esqueceu de tomar a pílula e manteve relação sexual desprotegida, poderá ainda fazer uso da anticoncepção de emergência: pílula do dia seguinte - clique e leia o artigo completo.

Existe algum fator que diminua a eficácia da pílula? Existe contraindicações?

Sim. Alguns medicamentos podem diminuir o efeito da pílula. Entre eles, podemos citar os alguns antibióticos (Rifampicina), fungicidas (Griseofulvina) calmantes (barbitúricos), remédios para epilepsia (Primidona, Carbamazepina, Difenil-hidantoina) e, portanto, seu ginecologista dará orientações para métodos alternativos. Não tome medicamentos sem orientação médica. Já a vitamina C pode potencializar o efeito da pílula.

Como agem as pílulas? São todas iguais?

Todas as pílulas têm a mesma eficácia. O que muda são os tipos e quantidades de hormônios. Elas são classificadas como “combinadas” quando possuem estrogênio e progesterona, ou “isoladas”, quando são constituídas apenas por progesterona (chamada de minipílula). A proporção dos hormônios pode ser diferente dependendo do fabricante.

Os hormônios das pílulas agem interrompendo o desenvolvimento e liberação do óvulo pelo ovário, ou seja, impede a ovulação. Já a pílula de progesterona isolada altera o revestimento interno do útero impedindo que o esperma alcance o óvulo, alterando e inibindo a ovulação, em aproximadamente, metade dos ciclos menstruais.

A escolha do tipo de pílula depende das características de cada mulher que será avaliada pelo ginecologista já que todas elas podem apresentar efeitos-colaterais. Algumas mulheres não podem fazer uso do estrogênio, por exemplo, pelo risco aumentado de câncer de mama. Leia Câncer de mama é grave e pode matar

Outras contraindicações para o uso de pílulas anticoncepcionais combinadas incluem:

Trombose: história pessoal, familiar ou problemas genéticos que causem coágulos sanguíneos;

• Enxaqueca com aura (pontos ou ondas cintilantes ou dificuldade visual que ocorre 5 a 30 minutos antes do início da dor de cabeça);

• Sintomas neurológicos (torpor, perda da fala);

• Alguns tipos de doenças cardíacas;

• Pressão alta que não é controlada com medicação;

• Cirurgia ou outra razão que impeça a paciente de se locomover ou levantar e caminhar (imobilização).

Por que a pílula pode falhar?

Qualquer pessoa que tome a pílula no mesmo horário todos os dias (uso perfeito), tem a eficácia do método na ordem 99%. Isso significa que se 100 mulheres tomarem a pílula combinada todos os dias, menos de 1 mulher ficará grávida dentro de um ano.

Embora pareça óbvio que a pílula é mais eficaz se tomada no mesmo horário todos os dias, o uso perfeito pode ser difícil tanto para adultos quanto para adolescentes. É por esse motivo que ela é considerada 92% efetiva. Isso significa que se 100 mulheres usarem a pílula, mas não a tomarem adequadamente, 8 ou mais mulheres ficarão grávidas dentro de um ano. Leia também o artigo: Como saber o dia da ovulação

Por que as pílulas apresentam efeitos colaterais?

Não são todas as mulheres que apresentam efeitos colaterais. Cada tipo de pílula pode provocar efeitos diferentes e o ginecologista mudará a pílula até que encontre a que melhor se adapte a cada pessoa. É esperado que a menina quando inicia o uso da pílula possa apresentar alguns desconfortos nos primeiros meses. Os efeitos colaterais mais comuns são:

1. Escapes de sangue: significa borra de sangue mais escura que não chega nem mesmo ter a necessidade de usar o absorvente normal. Um protetor de uso diário, tipo o Carefree, consegue absorve esta pequena quantidade de sangue.

2. Ciclos irregulares: mesmo tomando a pílula pode ocorrer sangramento forte ou que dure mais de alguns dias. Comunique o seu médico.

3. Dores de cabeça: normalmente está associada ao estrogênio. Neste caso, seu médico poderá mudar o anticoncepcional para outro com dose menor de estrogênio na composição.

4. Náuseas: ocorre com mais frequência nas meninas, no início do uso da pílula. Tente mudar o horário da pílula, e tome após o jantar.

5. Mudança de humor: as alterações hormonais e o equilíbrio entre eles pode provocar alteração no humor. Leia: Alimentos que ajudam a superar a TPM

6. Dor ou inchaço nas mamas: com ou sem pílula, algumas mulheres são mais sensíveis à ação hormonal e podem sentir o inchaço também no corpo. Converse com seu médico a possibilidade de tomar um diurético.

7. Alteração no peso: não são todas as mulheres que ganham peso quando utilizam a pílula anticoncepcional. Algumas até perdem peso. A progesterona pode provocar inchaço e isto pode ser confundido com aumento de peso.

A pílula possui algum benefício além de evitar a gravidez?

As pílulas anticoncepcionais não previnem apenas uma gravidez, mas também têm outros benefícios. Além de proporcionar menstruações mais curtas e regulares também diminui as cólicas e evita a TPM. Muitas adolescentes tomam pílulas só por esses benefícios e não para prevenir uma gravidez. Conheça algumas vantagens da pílula:

• Previne a acne;

• Diminui as cólicas e evita a TPM;

• Protege contra anemia;

• Usuárias de pílulas tem menos chance de ter endometriose;

• Ajuda no tratamento dos ovários policístico;

• Evita a gravidez nas trompas.

Para informações adicionais dos itens citados, clique nas palavras em azul para ler os artigos complementares.

Posso emendar uma cartela com a outra se tiver um mês que eu for viajar ou um final de semana que eu não queira menstruar?

Não há problema algum em emendar cartelas ou tomar alguns comprimidos a mais para não menstruar para uma festa, final de semana ou viagem de férias.

Leia também:Bebida alcoólica corta o efeito do antibiótico? Remédios permitidos e proibidos

Lembre-se apenas que a pílula anticoncepcional não protege a mulher de doenças sexualmente transmissíveis. É muito importante usar preservativo sempre que tiver uma relação sexual.

Leia os artigos relacionados:
Sintomas e consequências das Doenças Sexualmente transmissíveis
Bebida alcoólica corta o efeito do antibiótico? Remédios permitidos e proibidos
Esqueci de tomar o antibiótico. Como fazer o acerto da dose?