Por que o bebê regurgita?

Por que o bebê regurgita?

O que leva um bebê a regurgitar ou "golfar" diariamente?  O bebê, nos primeiros meses de vida, apresenta regurgitações frequentes, pois o esfíncter do esôfago (músculo em forma de anel, localizado entre o estômago e esôfago) ainda não está bem desenvolvido. Desta forma, o leite reflui do estômago, fazendo o caminho de volta: esôfago e boca. Essas regurgitações frequentes não são consideradas doença e ocorrem, principalmente, após as mamadas e no momento do arroto. Podem vir em maior ou menor quantidade, misturado a saliva ou como leite coalhado com cheiro azedo.

Entretanto, recém-nascidos ou crianças que regurgitam em grande quantidade(golfadas) e apresentam irritabilidade ou perda de peso podem ter outros problemas, como a esofagite e a doença do refluxo, que deverão ser diagnosticadas pelo pediatra. Leia os artigos grifados em azul. Basta clicar em cima.

Vômitos diários podem levar à desnutrição, por não permitir ganho de peso, ou à prisão de ventre crônica, por falta de conteúdo fecal. Em situação mais grave, o leite pode eventualmente refluir para o pulmão, causando bronquite ou pneumonia, por isso é importante fazer o bebê arrotar. Quando o vômito está relacionado a causas psíquicas, ele ocorre mediante crises de birra e acomete normalmente as crianças acima dos 18 meses.

O que fazer para evitar que meu filho regurgite?

Após a mamada é indispensável fazê-lo arrotar. Coloque-o no seu colo, na posição vertical, massageando as costas até sentir que ele arrote. Mesmo que demore um pouco, não desista, principalmente no caso de recém-nascidos. Jamais coloque o bebê na cama sem fazer a manobra do arroto. Por medida de segurança, deite-o na posição lateral ou de bruços para evitar que ele se engasgue com a própria golfada.

E mais um motivo importante para fazer seu bebê arrotar: as terríveis cólicas sentidas, muitas vezes, são decorrentes do ar-atmosférico deglutido no ato de mamar.

Leia também: 


Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de pediatria. Médico responsável: Dr. Cláudio Schvartsman - Vice-Presidente de Ensino e Pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein; Chefe do Pronto Socorro do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP)