Chiado no peito - causas

Chiado no peito - causas

Sibilância significa o famoso “chiado no peito”. Não só o nome é complicado, como pacientes e pais de crianças têm dificuldades em descrever com precisão a sibilância na consulta médica. Normalmente, dizem que é uma “ronqueira” (originárias das vias aéreas superiores) ou “peito cheio” (relacionado geralmente à tosse produtiva) e, por isso, é indispensável que o médico faça a ausculta pulmonar. Os sibilos são ruídos contínuos e musicais, diferente das crepitações, que são ruídos descontínuos.

Para o diagnóstico de asma o médico deve auscultar o paciente imediatamente antes e cerca de 20 minutos após a administração de broncodilatadores inalatórios. O quadro de asma fica praticamente confirmado se houver melhora da sibilância nesse curto intervalo de tempo. Não ocorrendo a melhora, os possíveis diagnósticos para o chiado no peito (sibilância) são:
- Infecções respiratórias;
- Bronquite;
- Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica;
- Aspiração de corpos estranhos;
- Malformações cardiovasculares ou digestivas;
- Refluxo gastroesofágico;
- Tumores (pulmão, laringe, esôfago).

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique nelas para ler.