Tempo que o vírus da gripe permanece no dinheiro, tecidos, objetos e mãos

Tempo que o vírus da gripe permanece no dinheiro, tecidos, objetos e mãos

A gripe é altamente contagiosa e a transmissão pode ser de forma direta ou indireta. Na forma direta, além do contato com as mãos e o beijo, a pessoa infectada também expele gotículas com vírus durante a tosse, espiro e até a fala. E não pense que a simples respiração também não transmite. Pesquisas de várias universidades norte-americanas concluíram que através da respiração normal é possível transmitir os vírus. Por isso, em épocas de surtos, evite ficar próximo a pessoas com gripe e mantenha-se longe de aglomerações e ambientes fechados. No carro, desligue o ar-condicionado e mantenha as janelas abertas caso esteja com um passageiro gripado e, principalmente, se você estiver com baixa imunidade.

Na forma indireta, vale esclarecer, que os vírus podem permanecer vivos durante horas no muco seco deixado em objetos, roupas ou superfícies tocadas pelo doente. Ou seja, basta o paciente tossir ou espirrar, que o muco lotado de vírus fica no local esperando a próxima vítima. Se você também tocar nessas superfícies e levar as mãos na boca, olhos ou nariz, por exemplo, terá grandes chances de contrair o Influenza. E isso não é difícil ocorrer. Repare quantas vezes em um tempo de uma hora, instintivamente, você coça o nariz ou os olhos!

1. Nas superfícies lisa como o metal, plástico e madeira, os vírus são capazes de permanecer por até um dia. Imagine compartilhar talheres então!? Contaminação na certa! E os corrimões de shoppings e aeroportos, além das barras de apoio dos banheiros, metais dos aparelhos de academias de ginástica? Já parou para pensar o reservatório de vírus que constam neles? Interruptores de tomadas, bocais de telefones, maçanetas de portas, cartões de crédito, quantos exemplos poderíamos citar! Uma pesquisa realizada com voluntários saudáveis mostrou que 60% dessas pessoas pegaram o vírus ao tocarem os objetos na primeira hora. Dezoito horas depois, o número caiu pela metade, sendo que apenas 30% dos voluntários foram contaminados pelos vírus. Percebe-se, desta forma, que a transmissão maciça ocorre antes do término da primeira hora do contato.

2. Nas superfícies não-porosas, como roupas, lençóis e papel, por exemplo, o vírus sobrevive por menos tempo, em média, de 8 a 12 horas.

3. Já em uma nota de dinheiro, o tempo se estende por até três dias.

4. Na pele, entretanto, o vírus sobrevive por bem menos tempo, não passando de alguns minutos. Por isso, ao cumprimentar alguém suspeito de gripe, não leve as mãos na boca, nariz ou olhos sem antes lavá-las.

A fase de transmissão inicia-se no período de incubação, antes mesmo do paciente sentir os primeiros sintomas, e se estende até cinco dias após o início dos sintomas. Neste período, os vírus além de mais agressivos, são mais abundantes, o que favorece a transmissão e o contágio.

Pessoas com queda de imunidade, imunossuprimidos, diabéticos, idosos e crianças ficam mais vulneráveis ao contágio por terem o sistema imune mais fraco ou menos desenvolvido.

Em contrapartida, são as crianças as maiores transmissoras do vírus. Isso porque, pelos poucos anos de vida, o contato com o vírus se resume a pouquíssimas vezes e desta forma, o corpo ainda não conseguiu criar imunidade suficiente, tornando a carga viral mais elevada durante a infecção. Além disso, as crianças são muito mais ativas, o que representa alto risco de transmissão. São esses fatos que justificam a maior incidência de gripe quando as crianças começam a frequentar a escola. Leia o artigo completo: Meu filho fica sempre doente. É normal?

Leia artigos relacionados:
Incubação e transmissão do vírus da gripe: o ciclo da doença
A fase da convalescença: o tempo de recuperação após a cura
Diferença entre gripe e resfriado: reconheça os sintomas
Por que a gripe pode evoluir para a pneumonia?
Frio, gripe e sistema imunológico: a permanência do vírus em temperatura fria e quente
Não confunda a gripe com doenças do aparelho respiratório
O uso de antibiótico para a gripe