As doenças que mais matam os homens

As doenças que mais matam os homens

NOVEMBRO AZUL chega com cara nova. A campanha agora é voltada para o cuidado integral da saúde homem e não mais se limita a prevenção do câncer de próstata. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) passou a recomendar queNÃOse organizassem programas de exames preventivos do câncer da próstata, por existirem evidências que o rastreamento produz mais dano do que benefício para aqueles que estão fora do grupo de risco.Pela campanha não ser mais produtiva para toda a população masculina, mudou-se o enfoque e ela se expandiu.

A grande maioria dos tumores da próstata cresce de forma lenta, epode demorar entre 6 meses até 20 anos para se desenvolver. Com o rastreamento, eram diagnosticados câncer de baixa agressividade e muitos pacientes estavam sendo submetidos a biópsias desnecessárias, com riscos e complicações que poderiam ser evitadas. Resumindo: O “benefício” da exatidão do diagnóstico não compensa os potenciais malefícios do procedimento em pacientes sem sintomas e fora do grupo de risco, pois os poucos tumores que se desenvolvem rapidamente apresentam sintomase, neste caso SIM, justificaria a biópsia e o tratamento com a agilidade necessária para a cura.

A ordem agora é que a identificação de pacientes com chances de desenvolver a doença de forma mais agressiva, seja feita através de critérios clínicos e/ou laboratoriais, individualizando a prescrição e frequência dos exames preventivos. Homens a partir dos 50 anos, sem sintomas e fora do grupo de risco, deverão procurar o urologista, para avaliação individual, e decidirem sobre os riscos e provável ausência de benefícios dos exames preventivos da próstata.

Faz parte dogrupo de risco, quem possui irmãos ou pais que tiveram câncer de próstata antes dos 50 anos e os homens da raça negra. Estudos indicam que afrodescendentes têm risco 60% maior de desenvolver o câncer de próstata e a taxa de mortalidade é três vezes mais alta. A idade também é considerada um fator de risco, já que 62% dos casos dos cânceres de próstata já diagnosticados no mundo costuma ocorrer em homens com 65 anos ou mais. A partir de 80 anos, o câncer de próstata passa a ser muito frequente, o que não significa maior risco de morte pelo tumor.

OS SINTOMAS RELACIONADOS À PROSTATA

Por ter um crescimento lento, o câncer de próstata, frequentemente, não apresenta sintomas na fase inicial. Mas pela próstata estar localizada na parte inicial da uretra e abaixo da bexiga, os primeirossintomas que indicam o crescimento do tumor está relacionado àobstrução da micção, iguais aos que ocorrem na hiperplasia benigna da próstata (hiperplasia = aumento do tamanho da próstata, e por ser benigno, não representa câncer). São eles:

• Jato urinário fraco, intermitente, dificultoso e com gotejamento final;
• Aumento da frequência diurna de micção e nicturia, ou seja, acordar uma ou mais vezes durante a noite para urinar;
• Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga;
• Urgência miccional, caracterizada pela necessidade imperiosa de urinar.

Porém, a falta de sintomas também não significa ausência de problemas. Visite seu urologista anualmente para prevenção de doenças do aparelho masculino. No ano de 2017, a estimativa é de 61.200 novos casos de câncer de próstata. Segundo o ultimo levantamento do INCA, ocorreram quase 14 mil óbitos devido a este tipo de câncer, o que representa 28,6% dos casos. Já as mortes por problemas cardiovasculares atingem 100 mil brasileiros todo ano. O infarto é a principal causa de morte no Brasil e no mundo. Vamos a ele então:

Oinfartotambém conhecido por ataque cardíaco é caracterizado pela morte do músculo cardíaco ou parte dele. Ele é decorrente do entupimento das artérias por gordura ou coágulo. Com as artérias entupidas, o coração deixa de receber o volume de sangue necessário para se manter em atividade, falta oxigênio, e dependendo da extensão da área comprometida, para de funcionar. Por isso, o infarto nem sempre é fatal.Dos casos críticos, cerca de 25 a 35% dos infartados morrem antes de conseguir chegar ao hospital. As chances de sobrevida dependem também, da rapidez do atendimento médico.

Não subestime os sintomas. Ligue imediatamente para 192, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). As duas primeiras horas são decisivas para salvar uma vida.

Proceda com a massagem cardíaca até a chegada da ambulância. Neste tipo de ocorrência, se a vítima não receber ajuda em até oito minutos, a chance de sobreviver não passa de 15%. Por outro lado, ao receber a massagem, a chance aumenta para quase 50% até a chegada da equipe de socorro. A massagem cardíaca deve ser realizada no meio do peito (entre os dois mamilos), com o movimento das mãos entrelaçadas (uma em cima da outra) sob braços retos, que devem fazer ao menos cem movimentos de compressão por minuto, de forma rápida e forte. Cliquee leia mais sobre a massagem cardíaca

Sintomas do Infarto
• Dor torácica: manifesta-se como uma dor súbita e prolongada de compressão, como se fosse um aperto no meio do peito. Esta dor pode ou não se irradiar para os membros superiores (especialmente a face interna do braço esquerdo), pescoço, costas e mandíbula. A estes sintomas damos o nome de angina.
• Desconforto gástrico: sensação de má digestão, enjoo ou náuseas;
• Tontura, mal-estar, palidez e falta de ar.

O que diferencia a angina do infarto é que angina é um sintoma e não uma doença.Tanto na angina como no infarto, o suprimento de oxigênio é reduzido porém, na angina, não ocorre a morte do músculo cardíaco. A angina costuma se manifestar pelo esforço físico e geralmente melhora após o repouso ou com o uso de medicamentos. Como nem sempre a apresentação da dor cardíaca é clássica, recomenda-se que o indivíduo, ao apresentar qualquer tipo de mal-estar precordial e/ou desencadeada por esforço, procure uma avaliação médica.

Fatores de riscos do Infarto
Colesterol elevado,
• Alimentação rica em gordura,
• Sedentarismo,
Obesidade,
Diabetes,
Hipertensão,
• Tabagismo,
• Uso de drogas,
• Estresse e depressão,
• Hereditariedade (histórico de pessoas na família que sofreram infarto).

As doenças cardíacas podem não apresentar sintomas por um longo período. Portanto, à visita ao cardiologista é indicado, anualmente, a todas as pessoas com mais de 30 anos (inclusive as mulheres). Quem se enquadra nos fatores de riscos deve ter acompanhamento periódico. Vale alertar que tanto ospacientes diabéticoscomo osidosos, são mais propensos anão apresentar os sintomas do infarto por terem a sensibilidade alterada. Nos idosos, se deve principalmente, pela resposta diminuída dos neurotransmissores (natural do processo de envelhecimento) e, desta forma, a dor pode passar desapercebida.

Prevenção

A prevenção de doenças não se restringe apenas ao câncer de próstata ou as doenças cardíacas, mas também a outras patologias associadas como hipertensão, diabetes, colesterol alto e obesidade que precisam ser prevenidas e tratadas. O homem deve levar uma vida equilibrada, fazer exercícios físicos, se alimentar bem, evitar o consumo excessivo de gorduras animais, comidas industrializadas, álcool e tabagismo.

Eliminar os fatores de risco, além da prática regular de exercícios físicos em conjunto com uma dieta balanceada são os componentes chave para uma vida mais saudável. Independente de você ser gordo ou magro evite o sedentarismo: trinta minutos de caminhada, pelo menos três vezes por semana, já é benéfico para o sistema cardiovascular e para a saúde como um todo.

Quanto à alimentação, use e abuse de verduras, legumes, grãos e cereais, coma de três a quatro porções de frutas por dia, substitua o carboidrato simples pelo integral, aposte em vegetais ricos em carotenoides (como o tomate e a cenoura) na soja, castanha, feijão, tomate, ervilha, peixe, abacate, laranja e banana! E caso não consiga se alimentar corretamente ou esteja com problemas de absorção de alimentos, use suplementos polivitamínicos para complementar sua dieta. Só não vale relaxar. Por isso novembro esta aí, para lembrar que a qualidade da sua saúde depende muito mais da sua disposição para se cuidar. Prevenir é o melhor remédio. Adquira hábitos saudáveis e consulte regularmente seu médico. E depois, a melhor dica! Tá liberado! Você pode brindar a sua saúde com uma taça de vinho por dia que é um excelente antioxidante!

Clique no link e leia artigos relacionados:
1. Complicações após a cirurgia para retirada da próstata
2. Campanha Novembro Azul 2016: a polêmica dos exames preventivos da próstata