Diferença entre produtos diet e light

Diferença entre produtos diet e light

O alimento diet é mais saudável que o normal? É verdade que alguns podem engordar mais do que os tradicionais? Qual a diferença entre diet e light? Estas dúvidas e muitos conceitos ainda não estão perfeitamente esclarecidos e isso leva a inúmeras confusões e mal-entendidos.

O que é um alimento diet?

Diet ou dietético é qualquer alimento elaborado com restrição de algum nutriente, o que não significa que seja próprio para regimes de emagrecimento ou que tenha redução de calorias. Também não é específico apenas para diabéticos, e nem significa que não contém açúcar.

Um alimento é classificado como DIET por ter restrições a qualquer um desses ingredientes: açúcar, carboidrato, gordura, sódio ou proteína como o glúten, por exemplo.

Restrição também não quer dizer isento . Por isso, caso seja intolerante a qualquer ingrediente é importante verificar o rótulo e observar se constam as palavras “sem adição” ou “zero” para certificar-se, de fato, a inexistência da substância.

O produto diet é indicado para o consumo de um grupo específico de pessoas com problemas metabólicos, fisiológicos ou portadores de intolerância gastrointestinal.

Veja alguns casos:

1) Alimento com pouco ou nenhum sal (restrição de sódio) é diet para hipertensos.

2) Produtos diet por restrição de gordura: indicado para pessoas com colesterol ou triglicerídeos elevado etc.
Leia: Como baixar os triglicerídeos? A influência da alimentação

3) Pacientes com doença celíaca: restrição total ao glúten. Sem adição de glúten.

4) Diabéticos: restrição de açúcar e/ou carboidratos.

Alimento diet engorda ou emagrece? Posso substituir o chocolate tradicional pelo diet?

Chocolate diet, em geral, não contém açúcar, sendo diet para diabéticos. Porém, possui mais gordura que o chocolate normal, podendo ter até mesmo mais calorias. Clique no link e leia o artigo: Diferença entre os chocolates saudáveis e calóricos: saiba como escolher

Entre os diet mais vantajosos para emagrecer estão aqueles que substituíram o açúcar, sendo este a única fonte de calorias do alimento na forma normal. Ex: refrigerantes, algumas geleias, balas e chicletes diet. O número de calorias desses dietéticos aproxima-se de zero e, portanto, são válidos em regimes de restrição calórica.

No outro extremo estão alimentos como o chocolate, o pão e a maioria dos sorvetes, cuja versão diet não oferece muitas vantagens. Vale a pena olhar os rótulos, comparar o número de calorias e não generalizar.

No Brasil, há alguns mitos. Vamos tentar corrigi-los, mostrando as afirmações verdadeiras:

* Refrigerantes diet ou zero não possuem açúcar, podendo ser consumidos em dietas de emagrecimento;

* Sucos de frutas, inclusive de laranja, possuem tantas calorias quanto os refrigerantes normais;

* Gatorade e Sportade são repositores de energia e sais minerais para atletas. Por outro lado, são impróprios para regimes de emagrecimento e para diabéticos.

LIGHT

É melhor consumir alimento diet ou light para emagrecer?

Quem quer emagrecer e ter uma alimentação mais saudável deve optar pelos produtos light. O light se enquadra em duas versões:

1. Restrição de algum nutriente, sendo necessária também a redução do valor energético (o que diferencia do diet);

2. Ou por ter apenas o valor energético diminuído (menos calorias).

A Anvisa estabelece como regra, que o produto light, deve ter redução mínima de 25% do valor energético do produto convencional do fabricante . Isso significa que, este mesmo produto apesar de ser light, não necessariamente tenha menos calorias do produto similar de outro fabricante .

Compare:

a) Um iogurte convencional do fabricante A, contém 200 calorias;
Na versão light, ele terá no máximo 150 calorias (- 25%).

b) Fabricante B: o iogurte convencional pode ter as mesmas 150 calorias da versão light do fabricante A;
Porém na versão light, o iogurte do fabricante B terá que ter no mínimo 112, 5 calorias(que representa redução mínima de 25% do seu produto original).

Ou seja, mesmo sendo light, você encontrará variação mais vantajosas do mesmo alimento, porém de marcas diferentes.

Agora que você já sabe a diferença de diet e light, leia sempre os rótulos dos produtos para verificar as informações nutricionais e o valor energético (calorias).

Existe algum risco em consumir produtos diet ou light?

Conforme já explicamos acima, apesar dos alimentos diet serem livre de açúcar, possuem mais gorduras além de serem produtos processados, portanto, menos saudáveis que o alimento natural. O mesmo podemos dizer do produto light.

Todo alimento quanto mais próximo da origem, melhor o seu valor nutricional. Uma regra simples para você ter sempre em mente: "descascar mais e desembalar menos". Tudo que vem da natureza, consuma sem medo. Mas lembre-se que nesta questão estamos abordando o quesito alimento saudável já que até mesmo as frutas quando consumidas em excesso podem engordar. O ideal é consumir cinco porções de frutas por dia.

Alimentos ultraprocessados não são saudáveis por não agrega nutrientes de verdade, embora proporcionam saciedade (e mais calorias).

Se o seu objetivo é emagrecer ou fortalecer a musculatura foque nos alimentos com menos aditivos.

Leia mais artigos na categoria de Alimentação e Suplementos
Veja também matérias da categoria Esportes e Saúde do Atleta

Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Categoria de Endocrinologia: Prof. Dr. Alfredo Halpern