TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE

TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE

Os transtornos de personalidade se apresentam como uma alteração duradoura do comportamento ou de sentimentos que se desviam importantemente das expectativas de um indivíduo dentro da sua cultura e que causa sofrimento e comprometimento de sua vida. O psiquiatra Ph.D. Prof. Dr. Marco Antonio Marcolin cita abaixo a classificação dos principais transtornos de personalidade:

Paranoide
Segue um padrão de desconfiança e suspeitas invasivas em relação aos outros, de modo que os seus motivos são interpretados como malévolos. Começa, geralmente, no início da idade adulta e se apresenta em uma variedade de contextos.

Esquizoide
Segue padrão invasivo de distanciamento das relações sociais e de uma faixa restrita de expressão emocional em contextos interpessoais. Inicia-se, em geral, na idade adulta e está presente em vários tipos de contextos.

Esquizotípica
Apresenta importantes deficiências sociais e interpessoais, importante desconforto e capacidade reduzida para relacionamentos íntimos. Podem estar presentes distorções cognitivas e perceptivas, além de comportamento excêntrico, começando no início da idade adulta. Pode apresentar-se em uma ampla variedade de formatos.

Antissocial
A principal característica é o frequente e repetido desrespeito e violação dos direitos dos outros, iniciando-se durante a adolescência.

Borderline
Grande instabilidade nos relacionamentos interpessoais, na autoimagem e nos vínculos afetivos, além de acentuada impulsividade. Inicia-se, em geral, na idade adulta.

Histriônica
Excessiva emocionalidade e busca de atenção, inicia-se, em geral, na adolescência ou na idade adulta.

Narcisistica
Este apresenta-se com um padrão invasivo de grandiosidade (em fantasia, ou comportamento), necessidade de admiração e falta de empatia. O início, em geral, dá-se na idade adulta.

Esquiva
Inibição social, sentimentos de inadequação e hipersensibilidade à  avaliação negativa. Em geral, observada em adultos.

Dependente
Apresenta uma necessidade invasiva e excessiva de ser cuidado, levando a um comportamento submisso e aderente, além de temores de separação. Pode ser observada na adolescência e idade adulta.

Obsessivo-compulsiva
Preocupação exagerada com organização, perfeccionismo, além de controle mental e interpessoal, à s custas da flexibilidade, abertura e eficiência. Apresenta-se em várias faixas etárias, mais comumente entre adultos.

O tratamento dos transtornos de personalidade é, em geral, psicoterápico, sendo esse tratamento amplo, já que envolve a psicoterapia do paciente, orientação familiar e adaptação do ambiente escolar e/ou profissional. Em casos mais graves, associam-se medicações psiquiátricas.