TIPOS DE HIPOTIREOIDISMO

O que é o hipotireoidismo?
Hipotireoidismo significa que você tem muito pouco hormônio tireoidiano. Outro termo usado é tireoide hipoativa. O hipotireoidismo é a doença mais comum da tireoide. Ocorre com mais frequência em mulheres ou pessoas acima dos 60 anos de idade e tende a se repetir entre os membros da família. Portanto, se você tem hipotireoidismo, você deve dizer a seus parentes sobre sua condição. Eles também tem risco de ter doenças da tireoide e devem ser examinados. Compartilhe esta notícia com seus familiares. 

Quais os sintomas do hipotireoidismo?
• cansaço / lentidão;
depressão;
• sensação de frio;
• pequeno ganho de peso (apenas 2 a 4 kg);
• pele e cabelo secos;
constipação (intestino preso);
refluxo gastroesofágico;
• irregularidades menstruais;
pouca libido.

Mas atenção. Esses sintomas não são exclusivos do hipotireoidismo. Um simples exame de sangue pode mostrar se os sintomas são devidos ao hipotireoidismo ou de alguma outra causa. Vale esclarecer que pessoas com hipotireoidismo leve podem não ter qualquer sintoma.

O que causa o hipotireoidismo?

• Em adultos, a doença de Hashimoto (tireoidite autoimune) é a causa mais comum de hipotireoidismo. A doença de Hashimoto é uma doença autoimune. Nessa condição, o sistema imunológico ataca e danifica a tireoide, que não consegue produzir os hormônios na quantidade ideal.

• O hipotiroidismo também pode ser causado pelo tratamento com iodo radioativo ou por cirurgia da tireoide, que são realizados para tratar outros tipos de distúrbios da tireoide.

• Problemas com a hipófise pode ser uma das causas, porém costuma ser raro.

• O hipotiroidismo pode estar presente desde o nascimento, caso a tiroide não se desenvolva adequadamente.

Quais consequências do hipotireoidismo para a saúde?

Em adultos, o hipotireoidismo não tratado provoca um fraco desempenho físico e mental. Ele também pode causar aumento nos níveis do colesterol e levar a doenças cardíacas. Leia também: Insuficiência cardíaca tem cura? Causas, sintomas e tratamento

Uma condição que pode representar risco de vida é o coma mixedematoso, que pode acontecer se o hipotireoidismo for grave e não tratado.

E o que é o coma mixedematoso?

O coma mixedamatoso é uma emergência médica e significa uma condição grave de deficiência dos hormônios da tireoide. Ocorre com mais frequência em pacientes com tireoide pequena, ou aqueles não possuem a tireoide. Também pode ocorrer em pacientes com a doença de Hashimoto. O coma mixedematoso se dá pela falta dos hormônios da tireoide. Por isso é muito importante nunca abandonar ou relaxar no tratamento de reposição desses hormônios. Nesta condição o corpo entra em hipotermia, ou seja, a temperatura cai bastante e o paciente começa a respirar muito devagar. Consequentemente ocorre a diminuição dos batimentos cardíaco, o corpo começa a acumular gás carbônico, e se instala o coma.

O sucesso da recuperação do paciente depende do diagnóstico precoce, o tempo de duração do coma e as medidas de suporte e tratamento realizadas de forma correta e rápida.

Mulher com hipotireoidismo na gestação pode afetar o bebê?

Sim. O diagnóstico de hipotiroidismo é especialmente importante durante a gravidez. O hipotireoidismo materno não tratado pode afetar o crescimento e o desenvolvimento do cérebro do bebê. Todos os bebês devem ser testados para o hipotireoidismo logo após o nascimento. Se não for tratado prontamente, a criança com hipotireoidismo congênito pode ter atraso no desenvolvimento mental e não crescer normalmente.

Como o hipotireoidismo é diagnosticado?

Os exames de sangue podem medir seus níveis do  hormônio estimulador da tireoide (TSH) e do hormônio da tireoide (T4):
• Você tem hipotireoidismo quando tem TSH elevado e níveis baixos de T4 em seu sangue;
• No hipotireoidismo inicial ou na forma leve, o TSH estará alto, mas o T4 pode estar normal. Neste caso, o seu médico vai avaliar os níveis de TSH para fazer o diagnóstico;
• Quando a causa do hipotiroidismo é a doença de Hashimoto, os exames podem detectar os anticorpos que atacam a tireoide.

Como o hipotireoidismo é tratado?

O hipotireoidismo é tratado com uma medicação que contém o hormônio da tireoide, na forma de comprimido. A levotiroxina é a droga de escolha e é  um medicamento sintético (industrializado) de T4 idêntico ao T4 que a tireoide produz. A levotiroxina é encontrada em nomes de marcas e em versões genéricas.

Os diferentes genéricos podem apresentar composições diferentes  e essas diferenças podem alterar a maneira como seu corpo absorve a levotiroxina. Para assegurar que você recebe a mesma dose, procure usar um produto de marca conhecida. Se a sua receita for para um produto genérico, procure obter a levotiroxina genérica sempre do mesmo fabricante.

A maioria das pessoas precisa de reposição de hormônio da tireoide por toda a vida. Se a marca ou a dosagem precisarem ser mudados, você deve refazer os exames do TSH. A dose será ajustada com base em seu TSH testes. Ao longo do tempo, doses elevadas de hormônios tireoideanos podem levar à perda de massa óssea, à função cardíaca anormal e a arritmias cardíacas. Doses muito baixas podem não aliviar seus sintomas.

Ajustes de dose podem ser necessários ao longo de sua vida, incluindo no período da gravidez. Você pode conversar sobre mudanças de dose durante suas consultas médicas regulares.

Como saber se você deve fazer exames de tireoide?

Se você tiver um ou mais dos sintomas de hipotireoidismo ou se há pessoas com doenças da tireoide em sua família, pergunte ao seu médico se você deve fazer um exame de sangue. Alguns especialistas também recomendam exames no início da gravidez ou em mulheres que querem engravidar.

Os médicos também podem recomendar exames para mulheres com idade superior a 60 anos, mesmo que eles não apresentem sintomas. Se você for diagnosticado com hipotireoidismo, precisará de tratamento para evitar problemas graves de saúde.

Não esqueça: se você tem hipotireoidismo, você deve dizer a seus parentes sobre sua condição. Eles também tem risco de ter doenças da tireoide e devem ser examinados. Compartilhe esta notícia com sua família.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia; Site Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Proibida reprodução total ou parcial do artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo.

Para mais informações sobre a tireoide e doenças da tireoide, clique nos links abaixo e leia também:
Causas do HIPERtireoidismo
Os riscos dos nódulos na tireoide
Câncer de tireoide cada vez mais frequente
Doenças autoimunes
Sintomas de problemas na tireoide

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.