É verdade que pessoas tristes e deprimidas tem uma tendência maior a desenvolver o câncer?
Não está comprovado que a melancolia ou a depressão sejam um gatilho para o surgimento do câncer. Entretanto, as pessoas tristes e depressivas apresentam alguma fraqueza no sistema de defesa do organismo (sistema imunológico), o que, teoricamente, propiciaria o desenvolvimento do câncer. Porém, tal teoria ainda não foi provada cientificamente.

Existe alguma característica no ser humano que o faz ser mais propenso a desenvolver o câncer?
Embora haja alguns fatores que propiciem o surgimento do câncer, como os químicos, os físicos, os biológicos e os farmacológicos há um reconhecimento cada vez maior de que a maioria dos cânceres resulta dos efeitos combinados de múltiplas exposições, associados a uma constituição genética, própria de cada indivíduo.
Clique no link azul e leia matéria relacionada: O câncer é hereditário?

Quais os órgãos mais predispostos ao câncer?
No Brasil, a maior incidência de câncer em pessoas do sexo masculino ocorre no estômago, no pulmão e na próstata. No sexo feminino, o câncer acomete com mais frequência a mama e o colo uterino.

Algumas razões podem explicar essas incidências. No câncer de pulmão, o maior responsável é o fumo. Já o câncer de colo de útero pode ser determinado por alguns fatores como, por exemplo, início precoce de relações sexuais, múltiplos parceiros e infecções pelo papilomavírus.

Para o câncer que acomete os demais órgãos, ainda não se tem explicações concretas. A importância dos estudos epidemiológicos, dentre outros, reside no fato de que alguns tipos de câncer podem ser evitados ou detectados precocemente por meio de check-up, exames de controle, como, por exemplo, os exames ginecológicos periódicos para detecção de câncer de colo de útero e mama, e os exames urológicos para o câncer de próstata - clique nos link azul para saber mais sobre os cânceres citados.

Por que em alguns países um determinado tipo de câncer é o mais comum e em outros este mesmo câncer não tem grande incidência?
O câncer, além do componente genético, é regido por fatores ambientais, nutricionais e ocupacionais. O oriental, por exemplo, tem alta incidência de câncer no estômago, relacionada ao hábito alimentar, como alimentos defumados, que contém altos níveis de sal. Entretanto, o oriental que migrou para os Estados Unidos mudando os hábitos alimentares, tais como dieta rica em gordura e pobre em fibras, passa a ter maior incidência de câncer no intestino, ao invés de câncer no estômago.

Em países de clima tropical, associado ao advento da maior incidência de radiação solar ultravioleta, tem-se observado maior número de casos de câncer de pele em pessoas claras. Um exemplo interessante é o que ocorre na Austrália onde há uma grande incidência de melanomas de pele. Este fato é explicado devido a maioria dos habitantes terem pele clara, herdada de gerações passadas que imigraram da Inglaterra, não estando assim, preparados ao clima com forte incidência solar.

Pode-se prevenir o câncer? Que fatores provocam o seu aparecimento?
A melhor forma de prevenir o câncer é identificar e combater seus agentes causais. É sabido que diversos agentes químicos, físicos, biológicos e farmacológicos podem causar câncer. Abaixo, estão descritos os principais agentes já identificados como causadores de câncer e suas relações com a doença.

Agentes químicos (tipo de exposição): local do câncer
1. Tabaco (fumar cigarros ou inalar fumaça): pulmão, laringe, boca, faringe, esôfago, bexiga, pâncreas e rins.
2. Benzeno (indústria de couro/petróleo): sangue (leucemia)
3. Álcool (ingestão de bebidas alcóolicas): boca, mama, faringe, esôfago e fígado

Agentes físicos (tipo de exposição): local do câncer 
1. Radiação ionizante (exposição atômica, mineração de metais): sangue (leucemia), mama, pele e quase todo o organismo
2. Raios ultravioleta (luz solar): pele (incluindo o melanoma)

Agentes Farmacológicos (tipo de exposição): local do câncer
1. Estrógeno (medicação): mama
2. Imunossupressores (medicação): sistema linfático (linfoma), pele (sarcoma de Kaposi)
3.  Esteroides anabolizantes (medicação): fígado

Conteúdo do livro MEDICINA — MITOS & VERDADES (Carla Leonel )  Capítulo de oncologia. Médico responsável Dr. Rene Gansl (Médico oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein). Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique no link azul abaixo e leia também matérias relacionadas:
Tipos de câncer e sintomas
O que é o câncer?
Câncer em crianças
• A influência da alimentação no câncer
• Câncer e gravidez
O que é metástase

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.