Os corticoides são remédios derivados da cortisona que é um hormônio importante produzido naturalmente pelo nosso organismo. Estas substancias são capazes de regular diferentes  funções tais como nossa pressão arterial e também a atividade do nosso sistema de defesa.  Os corticoides também podem ser chamados de  corticosteroides ou glucocorticóides. Existem vários medicamentos com corticoides na prática clínica e alguns exemplos são: prednisona, deflazacort, triancinolona, dexametasona e muito outros. Segundo o reumatologista Prof. Dr. Cristiano Zerbini, autor do capítulo de reumatologia do nosso livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel), os corticoides são anti-inflamatórios muito potentes e podem ser utilizados em diferentes doses dependendo da doença e do grau de inflamação apresentados pelo paciente.

E quanto aos efeitos colaterais?
Sim. Eles existem. Embora sejam muito eficazes, os corticoides podem produzir vários efeitos colaterais. Quando utilizados em doses mais altas por vários meses além dos efeitos colaterais podem desencadear ou agravar uma série de doenças:
• Catarata,
• Glaucoma nos olhos,
Osteoporose (enfraquecimento dos ossos) ,
Ganho de peso,
Diabetes,
Aumento da pressão arterial,
• Facilidade de sangramento na pele,
• Maior probabilidade de ter infecções,
Dificuldade de dormir,
• Problemas emocionais.

Quando possível, o médico prescreve a menor dose de corticoides capaz de controlar a inflamação pelo menor tempo possível, sem produzir muitos efeitos colaterais, também chamados de efeitos adversos. "Muitos pacientes tem um grande benefício com  o uso de corticoides com um mínimo de problemas adversos," esclarece  o médico. O corticoides são em geral uma medicação temporária e são retirados ou substituídos no tratamento das doenças reumatológicas sempre que possível. Quando os corticoides são utilizados por um período muito prolongado, o nosso organismo pode perder a habilidade de produzir a sua cortisona natural. Esta habilidade pode ser recuperada quando o corticoide utilizado no tratamento é retirado gradativamente de forma que o organismo vai recuperando aos pouco sua capacidade de produção natural.

Administração e modo de uso dos corticoides:
• Além de ser tomada por boca (via oral) os corticoides também podem ser utilizados por meio de injeções intramusculares (no músculo), por via endovenosa (na veia) ou, em alguns casos, injetados diretamente nas articulações;
A injeção nas articulações chama-se infiltração articular e visa diminuir a inflamação das juntas que estão constantemente inflamadas e que não respondem bem aos remédios prescritos por via oral;
Infiltrações em uma mesma articulação  podem ser feitas apenas algumas vezes durante um ano pois se efetuadas repetidamente podem causar dano às estruturas articulares e também às estruturas vizinhas com tendões e ligamentos; 
• Em casos onde a inflamação precisa ser dominada rapidamente os médicos podem prescrever altas doses endovenosas de corticoide denominadas "pulsos";
• O esquema de pulsos mais utilizado na pratica médica é a prescrição de metilprednisolona (1000mg) endovenosa por dia, durante 3 dias.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique nelas para ler.
Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de reumatologia. Médico responsável Prof. Dr. Cristiano Zerbini. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte.

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.