MITOS E VERDADES DO REUMATISMO

Com o avanço da tecnologia, um dos grandes problemas que tem se observado na área de saúde é o acesso a internet. As pessoas recorrem facilmente ao computador para tentar entender sua doença, o que, muitas vezes, pode assustar, confundir ou iludir. Praticamente fazem “consultas” pelo "Dr. Google", sem se lembrar que ali, no mundo virtual, podem conter as mais variadas fontes de informação. Você já parou para pensar de onde vêm essas informações? Quem as escreveu? Será que a assinatura que consta ali, em uma página da internet, é realmente confiável e segura?

A internet é de grande utilidade em vários assuntos, porém, no que se refere à problemas de saúde, a opinião do médico é de fundamental importância e, muitas vezes, pode ser bastante diferente dos dados obtidos na internet. Cada paciente é um paciente e seu diagnóstico e tratamento devem ser individualizados pelo médico, após obtenção da história clínica, da realização do exame físico e de uma análise criteriosa dos exames de laboratório e dos exames de imagem.

No livro e no site Medicina – Mitos & Verdades (Carla Leonel), os especialistas que lhe respondem, além de indiscutível competência, e extensa e renomada prática clínica e/ou cirúrgica, muitos deles são professores titulares das mais bem conceituadas universidades. É o mais alto cargo dentro da vida acadêmica que exige produção intelectual relevante na área de conhecimento, pesquisas de reconhecida qualidade científica, trabalhos completos em anais de congressos internacionais, produção científica ou tecnológica de qualidade e reconhecido mérito, entre outras exigências.

Veja agora os mitos mais frequentes em reumatologia esclarecidos pelo Prof. Dr. Cristiano Zerbini, Coordenador do Núcleo Avançado de Reumatologia do Hospital Sírio-Libanês e autor do capítulo de reumatologia  do livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel).

• MITO: pacientes com reumatismo não melhoram e vão terminar em uma cadeira de rodas.
VERDADE: a grande maioria dos pacientes com reumatismo melhora muito com tratamento e pode ter uma vida normal.

• MITO:  o reumatismo é uma doença de pessoas idosas e nunca acontece em crianças.
VERDADE: artrites e doenças autoimunes podem aparecer em diferentes idades, inclusive em crianças.

• MITO: o melhor tratamento para a gota é a restrição alimentar.
VERDADE: atualmente, apenas restringimos os alimentos que o paciente sabe que podem lhe causar crise por experiência anterior. O melhor tratamento é seguir a prescrição do médico reumatologista.

• MITO: gota é igualmente frequente em mulheres e homens.
VERDADE: a gota é muito mais frequente em homens, na proporção de dez homens para uma mulher.

• MITO: artrite reumatoide deve ser tratada com antibióticos.
VERDADE: a artrite reumatoide é uma doença autoimune e deve ser tratada com anti-inflamatórios e drogas modificadoras do curso da doença.

• MITO: existem vacinas que previnem doenças autoimunes como o lúpus.
VERDADE: não existem vacinas para tratar reumatismos, inclusive, doenças autoimunes. Remédios imunobiológicos não são vacinas.

• MITO: fazer extração de dentes pode ajudar a melhorar o reumatismo.
VERDADE: problemas dentários nada têm a ver com reumatismos.

• MITO: mulheres com lúpus não podem ter filhos.
VERDADE: desde que a doença esteja controlada, mulheres com lúpus podem engravidar e ter filhos.

• MITO:  descamações de pele em mãos e pés são causadas pelo ácido úrico.
VERDADE: o ácido úrico não causa descamação da pele. A descamação deve ter outro motivo, não sendo indicação da presença de gota. Uma causa comum é a disidrose. A disidrose é uma erupção da pele caracterizada por bolhas pequenas em pés e mãos, que pode aparecer rapidamente ou aos poucos associada ao aumento de suor. Está presente igualmente em homens e mulheres, com mais frequência, entre os 20 e 40 anos e é mais comum no verão.

• MITO: produtos naturais são muito eficazes no tratamento dos reumatismos.
VERDADE: embora produtos naturais possam eventualmente ajudar no tratamento de alguns sintomas, esses produtos não têm potência suficiente para diminuir a inflamação ou parar a produção de anticorpos anômalos nas doenças autoimunes. Os famosos “chás de quebra-pedra” não eliminam os cálculos renais do paciente com gota. Cuidado com “produtos milagrosos” vendidos pela internet, pois, geralmente, não mostram sua fórmula e sua ação pode estar baseada em grande quantidade de corticoides não informados ao paciente.

• MITO: osteoporose causa dor.
VERDADE: osteoporose é uma doença completamente silenciosa. A dor só aparece quando ocorre a fratura.

• MITO: fibromialgia é tratada com anti-inflamatórios e corticoides.
VERDADE: a fibromialgia deve ser tratada com medicações moduladoras da dor e atividade física.

• MITO: se eu tenho reumatismo, meus filhos também terão.
VERDADE: embora existam evidências de uma participação genética nas doenças articulares e autoimunes, não há uma herança direta de mãe e pai para filhos destas doenças.

• MITO:  tenho um resultado de laboratório mostrando fator antinúcleo (FAN) positivo, então, tenho lúpus.
VERDADE: o teste laboratorial FAN é muito sensível, o que quer dizer que pode estar positivo em muitas pessoas que não têm a doença. Esse teste de diagnósticos deve ser sempre analisado por um reumatologista, antes de qualquer conclusão.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique nelas para ler.

Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de reumatologia. Médico responsável Prof. Dr. Cristiano Zerbini. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte.

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.