Uma pequena introdução à parte é válida já que o enjoo é um dos sintomas do infarto. Todos os atletas sabem da necessidade de avaliação cardiológica anualmente para a prática de exercícios físicos. Muitas das doenças cardíacas não apresentam sintomas, e o infarto quando acontece durante uma atividade física costuma ter evolução mais grave podendo ser fatal. Clique no link azul para saber mais sobre o infarto durante as atividades esportivas e os sintomas do infarto.

Neste artigo, vamos abordar as causas do enjoo e vômitos durante ou após atividades físicas. Esta situação pode ocorrer por mudança ou diminuição do fluxo sanguíneo do aparelho digestivo e intestino, dieta errada ou pelo uso de medicamentos.

Em exercícios intensos como a musculação, por exemplo, o organismo atua de forma que ajude os músculos a trabalhar, fazendo com que todos os sistemas corporais sejam coordenados para que a atividade seja efetiva: o coração bate mais rápido para que seja bombeado mais sangue pelo organismo e aumente a oxigenação. O estômago também participa desse processo, diminuindo sua atividade para poupar energia e esta energia seja direcionada aos músculos. Entenda agora porque algumas pessoas a sentem enjoos e vomitam durante ou após as atividades físicas:

Exercitar-se acima de sua capacidade física: o esforço excessivo faz com que o corpo desvie muito sangue para os músculos. Nesta condição acaba por diminuir o fluxo de sangue gastrointestinal, causando náuseas, vômitos e até diarreia. Corredores de longa distância são mais suscetíveis a distúrbios da motilidade intestinal, que incluem diarreia e síndrome do intestino irritável. Clique no link azul para saber mais.

Levantar peso superior ao seu condicionamento físico: durante os exercícios, os músculos produzem ácido lático rico em energia para quebrar os carboidratos. Quando o corpo se esforça muito além de seu nível de condicionamento físico, os músculos não conseguem gastar todo o ácido lático e ele começa a se acumular no sangue. O vômito é uma defesa do corpo que fica intoxicado pelo ácido láctico e tenta limpar seu organismo.

Refluxo gastroesofágico: ocorre principalmente nos exercícios anaeróbicos, ou seja, musculação, apesar que também pode se manifestar durante atividades físicas aeróbicas. Durante os exercícios ocorre uma diminuição da motilidade gástrica, relaxamento da parte inferior do esfíncter esofágico, aumento do gradiente de pressão entre o estômago e esôfago, distensão gástrica, diminuição do esvaziamento gástrico (especialmente no estado de desidratação), aumento da pressão intra-abdominal em esportes como o futebol, ciclismo e levantamento de peso.

Ciclistas apresentam menor frequência dos sintomas do refluxo, devido ao exercício apresentar menor quantidade de movimentos corporais, comparado aos levantadores de peso.

O vômito pós musculação causado pelo excesso de esforço geralmente é facilmente resolvido. Basta mudar a carga, reduzir um pouco mais e ir aumentando gradativamente, não do dia para a noite como muitos fazem na ânsia de aumentar a musculatura. Ao invés de um grande esforço, o ideal é começar com exercícios levemente desafiadores e aumentar a carga aos poucos. Gradativamente.

Enjoo induzido pela hiperhidratação conhecida como hiponatremia associada à exercícios: ocorre quando a ingestão excessiva de líquidos supera a capacidade dos rins de excretar o excesso de água levanto a queda de concentração de sódio no sangue. O sódio ajuda a regular a água das células e a pressão sanguínea. Com a baixa de sódio no organismo, os impulsos nervosos e o funcionamento dos músculos ficam prejudicados. Beba água apenas quando você estiver com sede para prevenir a desidratação. Evite o excesso de isotônicos.

Como evitar enjoos e vômitos após o treino

1. Não exagere. Os enjoos e vômitos são um aviso do seu corpo pedindo para você parar. Aumente gradativamente a intensidade do treino. Tudo que é em excesso não é saudável, inclusive atividades físicas.

2. A hidratação deve ser adequada. Líquidos a menos ou a mais são prejudiciais. Tome líquidos até meia hora antes de se exercitar. Beba água durante o treino apenas se sentir sede.

3. Bebida isotônica deve ser usada somente após os treinos e apenas está indicado para algumas pessoas dependendo da intensidade e duração do exercício.

4. Faça uma alimentação leve de fácil digestão à base de carboidratos e proteínas antes do treino. Uma fatia de pão com queijo branco, por exemplo. Não se alimentar aliado ao excesso de exercícios é causa frequente de vômitos.

5. Evite o consumo excessivo de fibras antes das atividades físicas. Dê preferência a granola. Banana e bolacha integral também é recomendável.

Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link.

Clique no link azul e leia matérias relacionadas:
Causas e consequências do refluxo gástrico
Prós e contras do ciclismo
Perna dolorida após corrida
Dor na virilha ao correr
Causas da câimbra

Fonte: site da musculação, revista brasileira de medicina do esporte, efdesporte, site medicina mitos e verdades.

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.