CUIDADO COM OS COTONETES

A cera exerce atividade protetora importante para a pele do canal auditivo e, normalmente, os pelos presentes na parte externa do conduto de todas as pessoas encarregam-se de eliminar o excesso.

Segundo o otorrino Prof. Dr. Laércio Mendonça Cruz , em condições normais, a limpeza dos ouvidos deve ser feita com o dedo indicador envolto em uma parte úmida da toalha, evitando-se o uso de produtos químicos como sabonetes, xampus e, especialmente, cotonetes. Esses cuidados são importantes porque a pele do canal auditivo é muito fina e, frequentemente, desenvolve eczemas alérgicos devido ao contato com produtos de limpeza.

Em relação aos cotonetes, a ação desses bastões é totalmente antifisiológica porque promove o deslocamento de secreções e descamações para dentro do canal. Esse deslocamento, com frequência, causa compactação da cera e a formação de rolhas ceruminosas dentro do canal auditivo externo. Essas rolhas costumam causar uma desagradável sensação de ouvido entupido, acompanhada por perda de audição e zumbido, situação que obriga a pessoa a procurar um especialista para uma limpeza adequada.

É importante lembrar que além dessa ação antifisiológica, os cotonetes podem causar acidentes sérios para o ouvido caso sejam introduzidos muito profundamente, propositadamente ou não, com lacerações da pele do canal e da membrana timpânica. Acidentes como queda e empurrões durante o uso desses bastões não são tão raros e aumentam as proporções do traumatismo.

Veja mais matérias na categoria de otorrinolaringologia

Conteúdo do livro MEDICINA — MITOS & VERDADES (Carla Leonel )  Capítulo de otorrinolaringologia. Médico responsável Prof. Dr. Oswaldo Laércio M. Cruz. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.