COMIDA JAPONESA É CALÓRICA SIM!

Nutrólogo do HCor lista opções de alimentação que você imagina estar liberada para dietas de emagrecimento, mas, na verdade, escondem calorias e não devem ser consumidos à vontade. Vamos conferir? O que a granola, a comida japonesa, a bolacha de água e sal e os sucos naturais têm em comum? Todos parecem ser aliados da dieta, mas podem engordar - ainda mais quando consumidos de forma excessiva. "Do ponto de vista calórico, esses alimentos não são tão inofensivos. As pessoas precisam aprender a ler melhor o rótulo dos alimentos e se informar antes de comer. Muitas pessoas não emagrecem porque fazem trocas que não valem a pena", alerta o nutrólogo Celso Cukier, do Hospital do Coração, em São Paulo.

Por ser seca e leve, muitas pessoas acham que as bolachas de água e sal e as torradas não engordam. Na verdade, lembra o médico, um pão francês equivale a 3 torradas ou 6 bolachas de água e sal.

Segundo o Dr. Cukier, na dúvida, o ideal é optar por versões integrais ou com grãos. "As torradas ou bolachas integrais não só dão maior sensação de saciedade, como auxiliam no funcionamento do intestino, mas podem significar o mesmo em calorias que duas fatias de pão", pondera. Uma porção de 100 g de granola pode ter mais de 400 calorias. "Ele contém frutas secas, cereais, açúcar e às vezes gorduras associados ao seu preparo. As pessoas não devem comer mais do que 3 colheres ao dia.

Os peixes são leves, ricos ômegas e saudáveis, mas isso não significa que a comida japonesa esteja liberada. Algumas opções podem minar a dieta de qualquer um, como por exemplo, o gyouza (200 calorias por unidade), hot holl (90 calorias por unidade) e temaki (com cream cheese, mais de 215 calorias). Já o molho shoyo, que pode ter até 26 calorias por colher, contém sódio em excesso - um agravante nas doenças cardiovasculares.

A aveia é ideal para ajudar no controle do colesterol e no funcionamento intestinal, mas é calórica, uma colher tem 75 calorias, portanto, deve ser consumida com moderação por quem está em dieta.

Nozes, amêndoas e castanhas são opções saudáveis para os lanchinhos intermediários durante o dia. Contém boas gorduras, minerais e antioxidantes, mas são calóricas. As pessoas devem controlar a compulsão e comer no máximo duas ou três unidades, cerca de 30 g por dia.

Também não adianta substituir o açúcar pelo mel. Sua vantagem é que não se trata de um produto industrializado. Uma colher de sopa de mel possui cerca de 62 calorias, enquanto uma de açúcar, 100 calorias. "Apesar de ser fonte de vitaminas do complexo B, sais minerais, cálcio, ferro, fósforo, potássio, proteínas e vitamina C, o mel não deve ser consumido à vontade, pois engorda", lembra o Dr. Cukier.

Engana-se também quem toma suco natural de frutas achando que as calorias são inexistentes. Pelo contrário. Um copo de suco de laranja tem 116 calorias. Entres os menos engordativos estão os de abacaxi, melão e limão.

Clique no link azul e leia mais artigos na categoria:
1. Alimentação e suplementos
2. Endocrinologia
3. Beleza e bem-estar

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.