CAUSAS DO ABORTO

Quais as causas do aborto?
Em cerca de 50% a 60% dos abortamentos espontâneos na espécie humana, os embriões têm anomalias cromossômicas. A natureza é sábia, automaticamente se encarrega de eliminá-los. Os 40% restantes podem ocorrer por diversas causas:
• Malformação da anatomia do útero: o embrião não consegue implantar ou receber alimento. Colo do útero enfraquecido.
• Pólipos uterinos.
• Miomas.
• Problemas hormonais: doenças na tireoide; produção diminuída de progesterona.
• Causas imunológicas: o sistema imunológico da mulher produz uma resposta “agressora” e não “protetora” em relação ao embrião. Doenças autoimunes, aloimunes e síndrome antifosfolípide.
• Existem também, causas desconhecidas.

Quantos abortos são considerados "dentro da normalidade"?
Todo casal com mais de três abortamentos espontâneos precisa ser investigado. O problema pode ser tratado, dependendo da causa que o provocou.

No aborto, a mãe corre risco de vida?
No abortamento espontâneo, a mulher praticamente não corre risco de vida. É preciso ser um caso muito raro, em que há uma hemorragia muito intensa na qual o sangramento ultrapasse 500 cc, fato absolutamente excepcional.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique para ler. Matérias relacionadas:
Curetagem e aspiração à vácuo em aborto incompleto até 8 semanas
Como saber se o bebê está vivo na barriga?

*Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de Obstetrícia. Médico responsável Prof. Dr. Thomaz Gollop. Proibida reprodução sem citar a fonte com o link.

Leia mais artigos na categoria de OBSTETRÍCIA


Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.