CAUSAS DAS NÁUSEAS E VÔMITOS

O vômito é decorrente uma atividade antiperistáltica (movimento invertido, de baixo para cima). Ocorre a contração do jejuno, duodeno e estômago, expulsando o seu conteúdo para o esôfago através da boca. Junto com esses movimentos, ocorre uma contração dos músculos intercostais do diafragma e da musculatura da parede abdominal, o que faz sentirmos dor muscular após crises de vômitos.

A náusea sinaliza o vômito e é acompanhada de sialorreia (água na boca), taquicardia e palidez cutânea. Mas nem sempre o vômito é acompanhado por náusea ou a náusea pelo vômito.

Dezenas de doenças e condições tem náuseas ou vômitos como sintomas:
• Nas doenças gastroduodenais, são devido às alterações da motilidade da musculatura lisa e estriada do estômago, do diafragma e da parede abdominal.
• Porém, a maior causa das náuseas são decorrente das doenças do labirinto.
• As náuseas e/ou vômitos também ocorrem por efeito colateral de medicamentos, quimioterapia, intoxicação alimentar, tumores, infecção na garganta, obstrução intestinal, enxaqueca, gravidez, excesso de álcool, infarto, ansiedade, diabetes, febre e diversas outras patologias por isso a importância de um médico ser consultado para o diagnóstico correto.

Vale ressaltar que os vômitos que surgem de forma súbita, sem aviso prévio e em jato costumam ser graves e estão relacionados a compressão de centros bulbares (tronco encefálico). Neste caso, procure assistência médica com urgência.

Dicas e alimentação para reduzir as náusea
• Mantenha os dentes sempre escovados e a boca limpa. O hálito saudável ajuda a amenizar o enjoo.
• Não beba álcool, nem fume;
• Evite café, chá preto, chá mate e leite ;
• Banana nanica e maçã ajudam a controlar o enjoo;
• Coma também gelatina, bolacha de água e sal e picolé de frutas (limão);
• Consuma bebidas geladas, de preferência, lentamente;
• Faça pequenas refeições (pelo menos 6), várias vezes ao dia;
• Dê preferência a alimentos em temperatura ambiente;
• Sentir o cheiro da comida durante o preparo, piora as náuseas. Afaste-se do ambiente;
• Evite frituras e alimentos gordurosos ou muito temperados;
• Evite doces, principalmente concentrados ou com recheios;
• Após a refeição espere, pelo menos, 2 horas para se deitar.

Informações do livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel).Clique nos links abaixo e leia matérias relacionadas:
Azia e refluxo
Problemas digestivos causados por hábitos errados
Forçar o arroto faz mal   
Por que o bebê regurgita?

 

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.