Existem vários tipos de miopia desencadeados por diversos fatores. Alguns deles são culturais e, outros, genéticos, caso sejam observados fatores hereditários. O olho míope não enxerga nitidamente a longas distâncias, mas de perto vê bem. Comparando, é como se o olho tivesse crescido demais (o globo ocular é longo), então a imagem se forma antes da retina e o paciente enxerga borrado.

Explicando: para um objeto ser visto nitidamente ele precisa ser focado exatamente sobre a retina, no fundo do olho. Na miopia, os objetos à distância não são focados na retina, mas em um ponto um pouco à frente (ver ilustração). Por isso, quanto maior a miopia, mais perto está o foco do paciente sem os óculos, que explica o porque os pacientes míopes tem uma excelente visão para ver de perto.

Há muita discussão em torno do assunto e a Medicina ainda não sabe explicar a origem da doença. No entanto, acredita-se que o estímulo à criança para ver objetos próximos aos olhos pode facilitar o surgimento ou aumento da miopia. Com o passar dos anos, o olho cresce e o problema costuma piorar. Isto explica porque na grande maioria dos casos a miopia aparece na pré-adolescência, quando os jovens estão na fase de crescimento. Ainda não existe nenhuma maneira de prevenir a miopia, mas alguns remédios estão sendo testados.

A miopia é rara ao nascimento, frequentemente se inicia por volta dos 6 ou 8 anos de idade e aumenta conforme a criança vai crescendo. Durante a adolescência pode haver rápido aumento da miopia, o que, às vezes, faz com que a criança necessite de óculos novos a cada 6 meses. A miopia, normalmente, atinge o seu nível máximo por volta de 19 ou 20 anos. Existe um tipo mais raro de miopia, no qual a criança apresenta má-acuidade visual nos primeiros anos de vida. Trata-se da miopia congênita ou infantil, geralmente grande, em torno de 5 dioptrias (graus de miopia) ou mais, que tende a permanecer estável por toda a vida (matéria relacionada: estrabismo em bebês

A correção, geralmente, é realizada com óculos ou lentes de contato. Também é possível tratar a miopia por meio de cirurgia, dependendo do grau e do formato e espessura da córnea do paciente. A técnica mais moderna é a realizada com laser do tipo excimer. Entretanto, é recomendada somente para pacientes com o grau já estável, geralmente a partir dos 20 anos de idade. Para os pacientes com exame normal, que fala a favor do bom resultado cirúrgico, a visão costuma fica excelente depois da cirurgia.

Clique no link azul e leia matéria relacionada: A cirurgia da miopia é segura? 

Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de OFTALMOLOGIA. Médico responsável Prof. Dr. Rubens Belfort Jr. e Dr. Mauro Plut. Perguntas e Respostas em 22 especialidades médicas. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link.



Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.