Já foi explicado no artigo A idade da Menopausa o que é o climatério e a perimenopausa. Agora iremos abordar as possíveis causas de sangramento uterino anormal durante esta fase. A maioria das mulheres relatam menstruações irregulares. Elas são causadas por produção errática de hormônios pelos ovários e ovulações (liberação de um óvulo) menos frequentes - veja a ilustração. Inicialmente, as mudanças nos ciclos menstruais podem ser sutis. A duração do ciclo geralmente diminui para menos do que os 28 dias usuais. O sangramento pode durar mais ou menos dias e o fluxo de sangue pode ser mais intenso, mais leve, ou apenas uma borra. Com uma perimenopausa mais avançada, é comum faltar alguns períodos menstruais, com um ciclo menstrual normal depois disso. Apesar da variedade possível de padrões menstruais, cada mulher sabe que, para ela, uma mudança ocorreu.

As mudanças no fluxo e na frequência menstrual são comuns à medida que você avança na perimenopausa. As mudanças menstruais também variam na menopausa precoce, seja natural ou induzida.

CAUSAS DE ALTERAÇÕES NA MENSTRUAÇÃO (Clique nos links azul para informações detalhadas sobre cada causa citada)

• Desequilíbrio hormonal: sangramentos irregulares ou intensos podem ser causados por um desequilíbrio na produção de estrogênio e progesterona dos ovários. Outras anomalias hormonais, como nível baixo de hormônio tireoidiano, também podem causar mudanças na menstruação.

• Contraceptivos hormonais: muitos contraceptivos hormonais, geralmente indicados para controle de natalidade, podem estar associados ao sangramento irregular.

• Gravidez: pode haver sangramento uterino anormal durante uma gravidez normal, gravidez nas trompas (gravidez desenvolvida em tuba uterina) ou ameaça de aborto.

Miomas: esses tumores não cancerosos, que crescem no útero ou ao redor dele, são uma causa comum de sangramento uterino prolongado ou intenso. Às vezes, eles também podem causar cólicas menstruais, dor nas costas, ou problemas na defecação ou micção. Embora a causa dos miomas seja desconhecida, o seu crescimento pode ser estimulado por picos de estrogênio na perimenopausa. Os miomas geralmente encolhem com a redução na produção de estrogênio após a menopausa, mas o uso de terapia hormonal pode impedir essa diminuição de tamanho.

Adenomiose: menstruações e cólicas intensas podem ocorrer quando o tecido da membrana que reveste o útero (endométrio) invade a musculatura uterina. Esses sintomas geralmente são resolvidos após a menopausa.

Anomalias no revestimento do útero: extensões não cancerosas do endométrio (revestimento do útero), como pólipos ou hiperplasia (crescimento excessivo do endométrio), podem causar sangramento uterino anormal.

• Câncer: em casos raros, câncer no útero, na vagina ou no colo do útero pode causar sangramento vaginal anormal. A realização regular de exames pélvicos e teste papanicolau pode diagnosticar essas doenças cedo o suficiente para permitir um tratamento eficaz.

• Outras causas: interferências na coagulação normal do sangue, por anticoagulantes, aspirina e óleo de peixe, podem causar sangramento uterino anormal. Outras doenças da vagina e do colo do útero, incluindo infecções, também podem ser a origem do sangramento, ao invés do próprio útero. A mulher pode anotar seus períodos menstruais em um calendário para definir o que é um padrão normal ou anormal.

É necessário consultar imediatamente um profissional de saúde (vale para todas as idades) se houver algum dos seguintes sinais de sangramento anormal:
•  Menstruações extremamente intensas, especialmente se o fluxo não costuma ser intenso;
•  Menstruações que durem mais de sete dias, ou com duração de dois ou mais dias a mais do que o normal;
•  Menstruações frequentes, com intervalos menores do que 21 dias entre o início de dois ciclos seguidos;
•  Escape ou sangramento entre menstruações;
•  Sangramento vaginal após relação sexual.

Existem vários testes para identificar as causas do sangramento uterino anormal: exame da área pélvica com ultrassom comum ou com injeção de soro fisiológico, análise do tecido do revestimento do útero com biópsia do endométrio, histeroscopia ou dilatação e curetagem (D&C).

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique nelas para ler.

Fonte: Ministério da Saúde/Secretaria de Atenção à Saúde; Site Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel)

Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link.



Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.